Sections
You are here: Home Informativos Edições 2018 Março No Fórum Mundial da Água, PFDC destaca acesso como direito humano fundamental
Document Actions

No Fórum Mundial da Água, PFDC destaca acesso como direito humano fundamental

2018-03-26 16:06

Crianças da Cidade Estrutural (DF) foram as convidadas da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão para o estande do Ministério Público no evento

 

Crianças do projeto Estruturando – desenvolvido com filhos de moradores da comunidade Santa Luzia, na Cidade Estrutural (DF) – foram as convidadas da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC/MPF) para compor as atividades de sexta-feira (23) no estande do Ministério Público brasileiro durante o Fórum Mundial da Água.

Fórum Mundial da Água, atividade com crianças

O desenho animado “Água”, produzido pela Rede Social Caranguejo, foi o mote da conversa com a procuradora Deborah Duprat sobre a importância desse recurso e da responsabilidade de todos no uso consciente e na preservação desse que é um direito humano fundamental. “No banho, fechar o chuveiro quando estamos nos ensaboando”, disse Ian, de cinco anos. “Não deixar a torneira aberta enquanto se escova os dentes”, lembrou Tiago, de 12. “Sem água, a gente pode secar”, alertou Thayla, que tem seis anos.

As crianças deixaram seu recado sobre o direito humano à água em desenhos que foram pendurados na árvore montada pelo Ministério Público no estande e que já vinha recebendo propostas de ações para a proteção dos recursos hídricos. Peixes, rios, árvores e torneiras secas foram lembradas nas ilustrações.

Durante sua participação na feira do Fórum Mundial da Água, a PFDC também exibiu o documentário “Damocracy: o filme”, que mostra a luta dos atingidos pelas hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, e os impactos do projeto nas populações locais e no meio ambiente. O documentário conta com a participação da procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat.

A programação da PFDC no Fórum Mundial da Água contou ainda com a exibição de imagens do “Ato Denúncia por Direitos e Contra a Violência no Campo”, realizado em maio de 2017, na sede da Procuradoria Geral da República. A atividade foi promovida pelo Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), com apoio de 18 movimentos, organizações da sociedade civil e do poder público – entre elas, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão e a Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do MPF.

O ato reuniu mais de 200 trabalhadores rurais, pescadores artesanais, indígenas, quilombolas e defensores e defensoras de direitos humanos e resultou em uma carta pública que pede o compromisso do Estado brasileiro para o enfrentamento da violência no campo e do combate a medidas que agravam os processos de concentração, privatização e estrangeirização de terras e águas brasileiras.

As atividades realizadas pela PFDC na sexta-feira encerraram a programação do estande “Água, Vida e Direitos Humanos” – resultado de parceria entre o Ministério Público Federal (MPF), o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e a Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU). Durante toda a semana, o estande acolheu atividades no âmbito da Vila Cidadã – espaço aberto ao público com o objetivo de ampliar a conscientização e a participação social para assuntos relacionados à água, além de promover soluções inovadoras para os problemas que os cidadãos enfrentam no cotidiano.

Informativos

2018

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2017

2016

2015

2014

2013

2012


 

Personal tools

This site conforms to the following standards: