Sections
You are here: Home Informativos Edições 2018 Maio Empresas e Direitos Humanos: estudo traz acompanhamento de recomendações feitas pela ONU ao Brasil
Document Actions

Empresas e Direitos Humanos: estudo traz acompanhamento de recomendações feitas pela ONU ao Brasil

2018-05-28 15:06

Relatório foi produzido pela Conectas Direitos Humanos e conta com apresentação da procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat

Já está disponível para acesso eletrônico o relatório “Recomendações do Grupo de Trabalho da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos ao Brasil: Status de implementação pelo governo e empresas”. O estudo foi realizado pela organização não-governamental Conectas Direitos Humanos a partir das recomendações dirigidas ao Estado brasileiro como resultado da visita realizada ao País pelo Grupo de Trabalho das Nações Unidas, em dezembro de 2015. O texto de apresentação da obra é da procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat.

Relatório Conectas sobre Recomendações da ONUO estudo da Conectas reúne as conclusões e recomendações feitas pelo GT da ONU ao Brasil no que se refere à proteção dos direitos humanos no âmbito da atividade empresarial. O Grupo de Trabalho – ligado ao Conselho de Direitos Humanos – visitou o Brasil entre os dias 7 e 16 de dezembro de 2015, com o objetivo de inspecionar as atividades ligadas à prevenção de impactos negativos das políticas empresariais em direitos humanos, incluindo passagens por São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Mariana, Altamira e Belém.

O relatório da visita foi apresentado em junho de 2016, durante a 36ª sessão regular do Conselho de Direitos Humanos da ONU. Além de resumo das evidências coletadas, o documento articula 28 recomendações – direcionadas ao governo brasileiro, às empresas públicas e privadas que atuam no Brasil e à sociedade civil –, incluindo a necessidade de desenvolvimento de um plano de ação nacional sobre empresas e direitos humanos, criação de plataformas e fortalecimento de mecanismos de diálogo entre Governo, empresas e sociedade civil e definição de políticas claras para que todas as empresas no país respeitem os direitos humanos e realizem auditoria em suas operações nacionais e internacionais.

O estudo da Conectas sobre o status de implementação pelo governo e empresas busca, portanto, oferecer um panorama das medidas adotadas pelos atores públicos e privados para concretizar as recomendações feitas pelo Grupo de Trabalho da ONU ao Brasil. Por meio do monitoramento do estágio de implementação das propostas contidas no relatório pós-missão ao Brasil, o documento busca empreender uma avaliação sistemática acerca do status das ações realizadas pelo governo brasileiro e pelas empresas para atender as recomendações realizadas GT da ONU.

Na apresentação do documento, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão ressalta que os Princípios Orientadores Sobre Empresas e Direitos Humanos – aprovados, em junho de 2011, pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU – não constituem, e nem poderiam, uma nova categoria ou uma nova dimensão de direitos humanos. Para Deborah Duprat, embora cumpram papel importante em países como os Estados Unidos da América, cujo modelo constitucional é de formato liberal-burguês, o Brasil já conta com arcabouço normativo suficiente para exigir das empresas respeito aos direitos humanos, sob pena de responsabilidade administrativa e judicial.

Acesse aqui a íntegra do documento.

Saiba mais – Desde 2016, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC/MPF) conta com um Grupo de Trabalho sobre Direitos Humanos e Empresas. O objetivo central é acompanhar os debates sobre o processo de elaboração de um Plano Nacional de Ação brasileiro. O colegiado também busca fomentar o debate sobre o tema no âmbito do Ministério Público Federal, além de apoiar os procuradores naturais na apuração de denúncias de violação de direitos envolvendo empresas, a partir da perspectiva dos direitos humanos.

Informativos

2018

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2017

2016

2015

2014

2013

2012


 

Personal tools

This site conforms to the following standards: