Sections
You are here: Home Informativos Edições 2018 Abril Representantes de Comissão da Agroecologia são impedidos de entrar no Planalto e PFDC pede esclarecimentos
Document Actions

Representantes de Comissão da Agroecologia são impedidos de entrar no Planalto e PFDC pede esclarecimentos

2018-04-26 16:15

Segundo denúncias, o acesso teria sido negado em razão de algumas mulheres vestirem camiseta com a expressão “Lula Livre” e de um indígena usar cocar

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), do Ministério Público Federal, recebeu denúncias de que representantes da sociedade civil e movimentos sociais formalmente designados para a Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (CNAPO) foram impedidos de ingressar nas dependências do Palácio do Planalto na manhã desta quinta-feira (26). A CNAPO realizava reunião plenária no local.

Representantes de Comissão da Agroecologia são impedidos de entrar no Planalto e PFDC pede esclarecimentosSegundo as denúncias, o fato teria ocorrido na portaria do auditório e o acesso teria sido negado em razão de algumas mulheres vestirem camiseta com a expressão “Lula Livre” e de um indígena usar cocar.

A procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, pediu esclarecimentos à Casa Civil da Presidência da República acerca do episódio. No ofício, a representante do Ministério Público Federal solicita que o órgão informe se há normas que regulam o ingresso nas dependências do Palácio do Planalto, os responsáveis pela negativa de acesso dos representantes da CNAPO – identificados por nome, cargo e função –, e se a Casa Civil já instaurou investigação por abuso de poder acerca do ocorrido.

Acesse aqui a íntegra do ofício.

Saiba mais – A Comissão Nacional da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica é formada por representantes de 14 órgãos e entidades do executivo federal e por 14 entidades titulares e 14 entidades suplentes representantes da sociedade civil. O colegiado tem por objetivo promover a participação da sociedade na elaboração e acompanhamento do Plano e da Política de Agroecologia. O Plano tem como propósito integrar, articular e adequar políticas, programas e ações indutoras da transição agroecológica e da produção orgânica e de base agroecológica, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida da população, por meio do uso sustentável dos recursos naturais e da oferta e consumo de alimentos saudáveis.

Informativos

2018

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2017

2016

2015

2014

2013

2012


 

Personal tools

This site conforms to the following standards: