Sections
You are here: Home Informativos Edições 2017 Maio MPF/MS: Oficina de Educação Digital capacita 250 educadores em Campo Grande
Document Actions

MPF/MS: Oficina de Educação Digital capacita 250 educadores em Campo Grande

2017-05-17 21:04

 

Professores tiveram acesso a materiais pedagógicos sobre uso seguro e responsável da internet

MPF/MS: Oficina de Educação Digital capacita 250 educadores em Campo Grande

Para o MPF, oficina é complementar ao trabalho de combate a crimes cibernéticos. Fotos: MPF/MS

Na última sexta (12), 250 profissionais da Educação de Campo Grande (MS), de escolas públicas e particulares, participaram da oficina “Segurança, ética e cidadania na Internet: educando para boas escolhas on-line”. A capacitação, promovida pelo Ministério Público Federal (MPF) em parceria com a ONG Safernet e o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), qualificou educadores para a utilização do ambiente virtual como ferramenta de promoção da cidadania.

“Há um forte trabalho do Ministério Público no combate a crimes cibernéticos, mas apenas a responsabilização criminal se mostrou ineficiente. Em paralelo às investigações, constatou-se a necessidade de ações complementares, em especial, o fortalecimento da educação, de modo a criar na internet uma cultura de cidadania, segurança e respeito”, explicou o procurador Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), Pedro Gabriel Siqueira Gonçalves.

O evento, realizado no auditório da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), contou com palestras informativas e questionamentos do público. Os professores tiveram acesso a ferramentas pedagógicas, sugestões de aulas, campanhas e projetos para promover a conscientização entre os alunos e evitar casos de violência virtual.

A oficina debateu temas como tais como ciberbullying (humilhações e ameaças nas redes sociais), sexting (envio de fotos sem roupa, os “nudes”), aliciamento, rastros digitais, reputação e crimes de ódio. Os professores foram orientados a denunciar situações de violência on-line.

Oficina de Educação Digital 
Capacitação reuniu 250 profissionais da Educação. Foto: MPF/MS

Cidadania e responsabilidade

Segundo dados da CGI.br, 80% dos jovens de 9 a 17 anos já são usuários de Internet no Brasil, o que representa, aproximadamente, 23,4 milhões de crianças e adolescentes em idade escolar. O acesso à rede de computadores, pelo celular, mais do que triplicou nos últimos três anos e já está disseminado em todas as classes sociais, com uso superior a 80% até mesmo entre as pessoas de menor renda.

“A nossa preocupação não é com o novo aparelho, o novo site ou a nova rede social, mas com a percepção da internet como espaço público de direitos e deveres. As novas gerações, que já estão acostumadas com as novas tecnologias, deve também se acostumar com as leis e com os direitos humanos”, destaca Rodrigo Nejm, psicólogo da Safernet que ministrou a oficina.

Segundo o palestrante, “é preciso desfazer a ideia de que os jovens sabem tudo de internet. As pesquisas mostram o contrário. O que se vê são muitos jovens que não conhecem questões de segurança e que acreditam que o ambiente virtual é uma terra sem lei, onde a impunidade reina absoluta”.

A professora Renata Pereira, que leciona informática para alunos do pré ao nono ano em uma escola pública de Campo Grande, percebe essa falta de consciência diariamente. “´É comum ver os alunos utilizando as redes sociais sem qualquer filtro. É preciso trabalhar com esses jovens as responsabilidades, os riscos da exposição excessiva, a dimensão e a amplitude de seus atos no mundo digital. Os limites não são apenas de horas na internet, há regras, direitos e deveres e essa oficina nos traz ferramentas para trabalhar essas temáticas em sala de aula”.

Multiplicadores

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), gestores das 94 escolas municipais participaram da capacitação, que deve atingir mais de 80 mil estudantes da rede municipal de ensino. Pela Secretaria Estadual de Educação (SED), foram aproximadamente 120 professores capacitados.

Para o Coordenador de Tecnologias Educacionais da SED, Paulo Cezar Rodrigues dos Santos, a oficina foi proveitosa e deve ser replicada nas salas de tecnologia. “A oficina acrescentou aos nossos profissionais informações sobre segurança e ética. Os vídeos disponibilizados e os materiais impressos reforçaram os assuntos apresentados verbalmente pelo palestrante e servirão de base para o desenvolvimento de estudos e formulação de uma nova formação para os demais professores e alunos nas nossas escolas”.

Oficina de Educação Digital 02
A oficina de Educação Digital buscou formar multiplicadores. Foto: MPF/MS

MP pela Educação Digital

A oficina ministrada em Campo Grande integra o projeto “Ministério Público pela Educação Digital nas Escolas”, que teve início em 2016 e já percorreu 17 estados. A iniciativa se alinha às diretrizes do Marco Civil da Internet (Lei nº 12.965/2014), que destaca o dever o Estado de estimular a educação digital como ferramenta para o exercício da cidadania, para a promoção da cultura e para o desenvolvimento tecnológico.

O projeto é articulado pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) em parceria com os GTs Enfrentamento aos Crimes Cibernéticos (2ª CCR/MPF) e Tecnologias da Comunicação (3ª CCR/MPF). Ele visa contribuir para o debate e a capacitação de educadores no tema, formando agentes multiplicadores em instituições públicas de ensino.

Fonte: ASCOM PR/MS

Informativos

2017

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Janeiro

2016

2015

2014

2013

2012


 

Personal tools

This site conforms to the following standards: